Visão Ministerial

A Saga da Raça Humana

Saga


Há mais de 2.700 anos atrás Deus deixou escrito...
“- Olhai para mim e sereis salvos, vós, todos os cantos da terra, porque eu sou Deus e não há outro!"

SALVOS DO QUÊ?

Para compreender melhor, vamos voltar ao princípio, ou melhor, para até antes do princípio.
Há muitas gerações atrás, na primeira de todas elas, portanto, muito antes de você e eu existirmos, houve um casal ancestral e comum a todos nós.
Eles não eram uma transição entre homem e animal, muito ao contrário!
Eles tinham uma capacidade intelectual e física infinitamente superior à raça humana atual.
Eles puderam nomear toda a natureza do planeta sem a ajuda de nenhum equipamento ou tecnologia de informação!
Eles também eram imortais, ou seja, nunca envelheciam, adoeciam ou morriam.
Eles haviam sido criados pelo mesmo Deus que criou os céus e a terra (e tudo o que há neles).
Mas a imortalidade e a vitalidade deles requeriam um cuidado.
Eles deveriam se manter em total conformidade com o desígnio do Criador, sob pena de se tornarem mortais caso falhassem.

A situação atual da raça humana não deixa dúvidas quanto ao que acabou acontecendo com eles.
Hoje, nós adoecemos, envelhecemos, sofremos frio, calor e doenças emocionais, além do pior de todos os males - a morte, que desde então, se tornou uma realidade inevitável das nossas vidas.
Contudo, a pior consequência não foi a degradação física - a raça humana se tornou corruptível e, por isso, não poderia mais viver eternamente como antes.
Neste ponto, porém, temos que admitir: viver muito, para um coração puro, perpetuaria a paz, mas para um coração corruptível em um corpo degradável, até mesmo o tempo de vida limitado como temos hoje já se consiste numa existência sofrível!
Imagine os grandes tiranos da história vivendo para sempre!

Outra coisa óbvia:
Como seria uma imortalidade conjugada às doenças, e às dores que elas impõem, passando a fazer parte permanente da nossa existência na terra?
Imagine alguém sentindo as dores de uma doença cruel eternamente e sem nunca morrer!
Por isso, o Senhor havia avisado aos nossos primeiros pais:
“- No dia em que me desobedecerem, vocês herdarão a morte!”

UMA ESPÉCIE ANTERIOR À HUMANA

Ora, naquela época já havia passado muito tempo desde que o Senhor houvera criado uma outra espécie de criatura, muito superior à raça humana.
Essa espécie é muito numerosa e, por ser imortal, existe até hoje, embora não tenha a capacidade de se reproduzir.
Entre eles houvera, antes da Criação, uma rebelião que resultou na expulsão do líder rebelde e dos seus seguidores para longe da presença de Deus.
Este líder arremeteu contra o casal humano fazendo-o cometer o mesmo crime de rebelião que ele, desencadeando sua imediata degradação e afastamento do Criador e deserdando toda a sua descendência do modo de vida perfeito que os dois possuíam até então.

O PLANO DE RESGATE E SALVAÇÃO

Mas o Senhor, apesar de ter tirado a imortalidade e a vitalidade do ser humano, lhe fez uma promessa.
No futuro haveria um libertador que triunfaria sobre as enfermidades, as dores e a morte e devolveria para a espécie humana a sua dignidade original, salvando-a dessa maldição.
Porém, não seria uma promessa ostensiva e automática a toda a sua descendência.
Como cada ser humano tem vontade própria e liberdade de opinião e de escolha, caberia, a cada um, tomar conhecimento dos fatos, reconhecer o real propósito da morte de Cristo e aderir ao Seu plano de salvação pois, através dela, a fiança pelo crime de rebelião pode ser paga.

É assim que, desde o evento da cruz, milhares de pessoas têm sido alcançadas ao redor do mundo e têm se rendido ante o grande gesto de amor que Deus lhes demonstrou ao permitir que o Seu Filho morresse no lugar deles.
Quando alguém aceita que outra pessoa pague a sua fiança ou a sua pena, ele fica livre da condenação, concorda?
Mas se não aceitar, ele continua na condição original, ou seja, continua como réu.

Esta é a situação e esta é a salvação de que tanto falam os cristãos em todo o mundo.
Mas é preciso saber que não se trata apenas do perdão pelo crime herdado dos primeiros pais.

A pior consequência daquela falha, que foi a de gerar uma descendência decadente e corrompida, também é resolvida pela ação de Deus diretamente na sede da alma humana, chamada tradicionalmente de "coração".
Isso garante que cada pessoa alcançada não tenha apenas o perdão pelas suas falhas, mas que também não tenha mais prazer na injustiça e na corrupção, chegando ao ponto de ter a sua personalidade e o seu caráter retificados e renovados.

Hoje, contam-se aos milhões os testemunhos de pessoas resgatadas das piores drogas e das mais terríveis situações de marginalidade, humilhação, desprezo, degradação ou servidão.
E boa parte desses casos significou o livramento da morte para essas pessoas.

Hoje, elas são livres e dedicam parte das suas vidas a demonstrar a sua gratidão e testemunhar o que Deus fez por elas, através do louvor pela música e da sua postura amigável e pacificadora no meio da sociedade.

E sabe o que é preciso fazer para ser liberto dessa pena de rebelião que herdamos?
Buscar a reconciliação com Deus, pedindo-lhe perdão pelas suas falhas e recorrer da pena pelo crime herdado, apelando ao pagamento da fiança através do sacrifício de Jesus na cruz.

Lembra-se daquele líder dos rebeldes que mencionamos?
Como ele fez a nossa espécie cometer o mesmo crime que ele, todos aqueles de nós que não escaparem dessa culpa, cumprirão a mesma pena e no mesmo lugar que ele e os seus comparsas.
Para piorar, os seres humanos convivem com eles neste mundo, embora em dimensões diferentes e, não bastasse isso, eles também trabalham duro para que os humanos sejam cada vez mais materialistas e duvidosos sobre a realidade do mundo espiritual, de modo a que a maioria deles nasça, cresça, envelheça e morra sem salvação e sem perceber e nem acreditar em nada disso.
Hoje em dia, muitas pessoas já não conseguem aceitar a realidade dessa “herança maldita”, mas a situação é a de termos vindo de um casal delinquente que teve seus filhos e descendentes dentro dessa imensa ilha penitenciária que chamamos de mundo.

Ignorar não mudará a história!
E então, agora você já sabe do que deve ser salvo?
Adquira uma bíblia e confira pessoalmente.
Com o conhecimento que você acabou de obter aqui, a leitura dela, em especial da vida de Jesus, ganhará um novo e impressionante sentido para você!


Pr Carlos V Ricas.
Baixe o pdf aqui.